Veículo clonado? Veja o que fazer

Multas aplicadas ao veículo clonado são nulas, você sabia?

Em caso de clonagem de veículo, o proprietário passará a receber inúmeras notificações de infrações de trânsito ocorridas em datas e locais em que nunca esteve.

Isso significa que tais multas são nulas. Contudo, caberá ao dono do veículo clonado provar isso perante o Detran.

Aí é que se inicia uma longa e onerosa dor de cabeça.

O golpe da clonagem de carros ou carro dublê, como é popularmente conhecida, prejudica e apavora cada vez mais os proprietários de veículos.

Além dos prejuízos  com os valores das multas, há a questão da pontuação na CNH… isso sem falar na possibilidade de o proprietário do veículo clonado responder penalmente por eventual crime de trânsito!

Então, o que fazer?

Embora o processo administrativo para se provar a clonagem do carro perante o Detran seja gratuito e direto, as estatísticas demonstram que o  índice de insucesso em tais defesas é muito alto.

E, isto se deve ao fato, principalmente, de que a grande maioria dos motoristas desconhece o Código de Trânsito Brasileiro e as demais Leis a fim de justificar e fundamentar adequadamente seu processo administrativo.

Ainda é preciso ressaltar que esse processo junto ao Detran, pode demorar até 4 anos para ser concluído, não restando, então, ao dono do veículo clonado, outra alternativa senão socorrer-se do Judiciário, a fim de prevenir eventuais litígios que possam ocorrer.

O escritório Afonso Simões Advocacia, conta com uma equipe de advogados altamente especializada para assessorar o proprietário do veículo clonado, visando a substituição de sua placa.

Afonso Simões Advocacia Especializada em Direito de Trânsito.

Telefone: 11- 2450-7459.

Entre em contato conosco, nós podemos lhe ajudar.

Quer saber mais sobre seus direitos no trânsito? Cadastre-se e receba notícias. É gratis!

100% livre de spam.